O projeto Fadas do Leite facilita e promove a doação de leite materno para bebês em UTI neonatal.

1 litro de leite pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia

O Brasil é líder mundial em bancos de leite humano, com mais de 220 unidades presentes em quase 150 cidades. Esta ampla rede foi construída pelo Ministério da Saúde ao longo de três décadas. Porém, o estoque de leite humano não é suficiente para os mais de 300 mil prematuros que nascem anualmente no país. Doe você também.

 

Como coletar e doar leite materno

Materiais necessários para coleta de leite materno


  • Frasco de vidro com tampa plástica de rosquear;
  • Touca ou lenço para o cabelo;
  • Máscara ou fralda de pano para cobrir a boca e o nariz.

Para a doação de leite materno, o frasco deve ser de vidro com tampa de rosquear para passar pelo processo de pasteurização.

A tampa não pode ser metálica porque o metal enferruja e contamina o leite.

Pode-se usar qualquer frasco de vidro com tampa plástica de rosquear, só precisa esterilizar. Os mais comuns são os de café solúvel.

Se a mãe for usar o leite com o próprio filho, ela pode usar frascos plásticos ou saquinhos plásticos descartáveis que são vendidos para guardar leite materno.




Limpeza e cuidados na coleta


Na hora de coletar, a doadora precisa tomar cuidado para não contaminar o leite.

  • Tirar pulseiras, anéis, relógios e outros acessórios nas mãos e punhos, para não contaminar o leite;
  • Não usar celular ou tablet, pois contaminará as mãos;
  • Colocar uma touca ou lenço para cobrir todo o cabelo, que pode cair no leite;
  • Colocar uma máscara ou fralda de pano sobre a boca e o nariz, para não cair nenhuma secreção;
  • Lavar mãos e punhos (pulsos) com sabão e água e secar com toalha limpa;
  • Limpar as mamas apenas com água. Não usar sabão ou álcool gel para não ressecar, nem contaminar o leite;
  • Não tirar o leite em banheiro, cozinha ou ambiente com animais domésticos;
  • Jogar fora os primeiros jatos de leite, que podem estar contaminados.




Esterilização de frascos e material de coleta


É importante esterilizar todo o material para não contaminar o leite.

É possível usar qualquer pote de vidro com tampa plástica de rosquear para coletar o leite, basta seguir os passos abaixo:

  • Tirar o rótulo e todo papel que esteja dentro da tampa plástica;
  • Lavar bem o frasco e a tampa com água e sabão;
  • Enxaguar bem, para tirar todo o sabão;
  • Colocar em uma panela com água fervendo, cobrindo totalmente o frasco e a tampa;
  • Ferver a água com o material dentro por 15 minutos;
  • Tirar da panela com cuidado e deixar secar sozinho sobre um pano limpo, com as bocas viradas para baixo. Não secar com pano, que contaminará o frasco e a tampa!
  • Cobrir com outro pano limpo enquanto seca;
  • Nunca fechar os potes enquanto ainda tiver água dentro!
  • Depois que secar totalmente, fechar o frasco com a tampa e está pronto para usar.

Se a mãe usar bomba de tirar leite, todas as partes que entrarem em contato com o leite devem ser limpas e esterilizadas da mesma forma que os frascos.

As bombas tira-leite do tipo "buzina" não devem ser usadas para doação de leite materno, porque não podem ser totalmente esterilizadas.




Massagem na mama antes da ordenha ou da mamada


A massagem nas mamas ajuda principalmente quando o peito tem partes duras, onde o leite acumulou. A massagem ajuda na pega e antes da coleta de leite.

  • Deixar uma mão sempre por baixo do seio, como apoio;
  • Com a ponta dos dedos indicador e médio, massagear a aréola com movimentos circulares;
  • Com a palma da mão, massagear o resto da mama, principalmente as partes endurecidas.




Coleta / Ordenha Manual


A coleta do leite é mais fácil se a mãe massagear os seios antes, em especial as partes mais duras, onde o leite acumulou.

Antes de coletar o leite, a mãe deve jogar fora os primeiros jatos ou gotas, para reduzir a chance de contaminação.

Não se preocupe se sair pouco leite nas primeiras vezes, com o tempo e a prática, você conseguirá tirar um volume cada vez maior.

Técnica de coleta/ordenha manual:

  • Colocar o dedo polegar e o dedo indicador em C no final da aréola, ou seja, onde junta a “pele mais clara com a pele mais escura” em volta do bico do seio;
  • Com esses dedos, puxar o seio para trás (para perto do corpo);
  • Fazer movimentos de apertar e soltar com os dedos;
  • No começo, sairá apenas umas gotinhas, e depois começará a sair jatinhos de leite;
  • Facilita mudar a mão de posição e trocar de mãos durante a coleta.




Coleta / Ordenha com Bomba de leite


As bombas para tirar leite facilitam a coleta e podem ajudar bastante as mães que querem fazer um estoque para a volta ao trabalho ou para doação.

As bombas também podem ajudar a mãe a estimular a produção de leite, porque simulam a sucção do bebê, que produz os “hormônios do leite”. Mas devemos tomar cuidado para não estimular demais e ficar com o leite “empedrado” no peito.

A coleta do leite é mais fácil se a mãe massagear os seios antes, em especial as partes mais duras, onde o leite acumulou.

Antes de coletar o leite, a mãe deve jogar fora os primeiros jatos ou gotas, para reduzir a chance de contaminação.

Todas as partes da bomba que entram em contato com o leite devem ser esterilizadas em água fervendo, da mesma forma que os frascos.

Existem muitos modelos de bomba de leite e cada uma vem com instruções específicas do fabricante.




Não usar o leite que sobrou na concha


Algumas mães usam concha protetora do seio e fica um pouco de leite na concha.

O leite que fica na concha passa muito tempo fora do congelador e acidifica, ou seja, “azeda”, por isso não é adequado para o bebê e deve ser jogado fora.




Etiquetar o frasco com leite materno


Antes da primeira coleta, a mãe deve colocar no frasco uma etiqueta com nome, a data e a hora da primeira coleta. Depois de congelado, é mais difícil colar a etiqueta.

No banco de leite, é importante saber qual leite é de qual mãe.

O leite tem que ser usado dentro da validade para total segurança dos bebês, por isso é preciso anotar a data e hora da primeira coleta.




Congelar ou resfriar o leite materno


Depois da coleta, a mãe deve guardar o frasco com leite imediatamente no freezer ou na geladeira.

Cuidados para congelar o leite materno:

  • Não deixar perto de alimentos, porque o leite absorve o cheiro dos alimentos. Deixar em uma prateleira separada ou colocar algo (por exemplo, uma bandeja plástica) entre o leite e os alimentos ou colocar o frasco de leite dentro de um saco plástico;
  • Tirar excesso de gelo dentro do freezer, porque o gelo acumulado aumenta a temperatura de dentro do freezer;
  • Doar ou usar o leite congelado no máximo em 15 dias.

Se a mãe for usar o leite com seu bebê em menos de 12h, ela pode deixar na geladeira.

Cuidados para guardar o leite na geladeira, sem congelar:

  • Nunca deixar o leite na porta da geladeira, onde é menos frio;
  • Deixar o leite no fundo da prateleira da geladeira;
  • Não deixar perto de alimentos, porque o leite absorve o cheiro dos alimentos. Deixar em uma prateleira separada ou colocar algo (por exemplo, uma bandeja plástica) entre o leite e os alimentos ou colocar o frasco de leite dentro de um saco plástico;
  • Usar o leite na geladeira no máximo em 12 horas.
O leite tem que ser usado dentro da validade para total segurança dos bebês, por isso é preciso anotar a data e hora da primeira coleta. Essas informações estão na segunda parte do vídeo abaixo (a partir de 3 minutos):




Completar o frasco com mais leite materno


Para doação, o ideal é levar frascos cheios. Durante 1 (uma) semana, dá para completar o primeiro frasco com mais leite materno.

Coletas seguintes:

  • Usar copo de vidro esterilizado (da mesma forma que o frasco);
  • Coletar, retirar o frasco do congelador, jogar o leite por cima do anterior e devolver rapidinho no congelador;
  • Deixar 2 (dois) dedos de folga no frasco para não estourar quando o leite congelar.
Para usar com o próprio bebê, é melhor congelar quantidades menores, equivalentes ao que o bebê mama por vez. O leite descongelado não pode ser reaproveitado e deve ser jogado fora.




Validade do leite materno


  • Refrigerado (sem congelar): 12 horas

  • Congelado: 15 dias

  • Congelado e pasteurizado (no Banco de Leite): 6 meses

Antes de dar o leite para o bebê, é importante olhar a data e hora de coleta na etiqueta do frasco, para ter certeza de que o leite ainda está na validade.

Depois de aquecido, se o bebê não tomou tudo, o leite não pode ser usado novamente, nem resfriado, nem recongelado, e deve ser jogado fora.




Transportar o leite materno congelado


O leite não pode descongelar de jeito nenhum no transporte! Se descongelar, não pode ser doado.

Para transportar o leite sem que ele descongele, é preciso:

  • Usar isopor ou sacola/lancheira térmica;
  • Usar gelo em gel (por exemplo, GeloX);
  • Não usar gelo comum (de água), porque o leite descongela (a -0,55°C) antes da água (a 0°C).




Quem pode doar leite materno?


Pode doar leite materno mulher que esteja amamentando, que tenha leite sobrando e que:

  • Não fuma.
  • Não bebe álcool.
  • Não usa drogas.
  • Não usa toma remédios nem tem doenças que passam para o leite.




Como encontrar um banco de leite?


Veja qual o Banco de Leite mais próximo da sua casa em https://rblh.fiocruz.br/pt-br/localizacao-dos-blhs




Kit de doação nos shoppings Center Norte e Grand Plaza


Na grande São Paulo, você pode pegar um kit para doação nos shoppings Center Norte (zona norte da capital) e Grand Plaza (Santo André) e deixar seus dados. O Fadas do Leite entrará em contato com você e ajudará a encontrar o banco de leite mais próximo da sua casa.




Como usar seu leite com seu bebê?


Muitas mães coletam leite para usar com o próprio bebê quando voltam a trabalhar ou precisam se afastar do bebê por muitas horas. Veja neste link mais informações.




Onde conseguir ajuda gratuita sobre amamentação?


Muita gente não sabe, mas os bancos de leite também fazem consultas sobre amamentação em geral. Muitos bancos de leite estão em hospitais do SUS e o atendimento é gratuito!
Se você precisa de ajuda, ligue para o banco de leite mais próximo da sua casa para tirar dúvidas e agendar uma consulta.
Descubra o Banco de Leite mais perto da sua casa em https://rblh.fiocruz.br/pt-br/localizacao-dos-blhs




Quais exames de sangue são necessários para doar leite materno?


Para doar leite materno é preciso comprovar por exame de sangue que a mãe não tem doenças que passam para o leite. No estado de São Paulo, a lei exige exames de:

  • HIV
  • HTLV (doença parecida com HIV)
  • Sífilis
  • Hepatite B e C
  • Doença de Chagas
Muitos bancos de leite coletam o sangue da mãe em casa para facilitar a doação.




Pode entregar doação de leite nos shoppings parceiros?


Não, infelizmente não há estrutura para receber leite materno nos shoppings. O leite doado deve ser retirado pelo banco de leite da sua região. Se quiser nossa ajuda para achar um banco de leite, preencha o formulário abaixo.





 

Quer ajuda para encontrar um banco de leite?

Preencha o formulário abaixo e a gente procura um banco de leite pra você.

 

Onde estamos

Mães interessadas em doar leite materno podem deixar seus dados cadastrais no fraldário / espaço família e pegar um kit de doação nos locais abaixo.

  • Instagram Center Norte
  • Facebook Center Norte

Travessa Casalbuono, 120 - Vila Guilherme

Zona norte de São Paulo / SP

  • Instagram Grand Plaza
  • Facebook Grand Plaza

Av. Industrial, 600 - Centro

Santo André / SP

 

Trabalha em shopping e quer saber como levar o Fadas do Leite para o seu shopping? Confira aqui.

Siga-nos nas redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone

@fadasdoleite

Idealizadores

Taís Viana

Engenheira química pós-graduanda pela Poli-USP, começou a carreira em consultoria de gestão e estratégia. Há dez anos foi transformada pela maternidade e migrou para iniciativas sociais, levando mães com bebês para mais de 100 cinemas em 40 cidades brasileiras, quando começou a trabalhar com shoppings.

Concebeu o projeto Fadas do Leite pela dificuldade que teve em ser doadora.

Dra. Rosângela G  Santos

Responsável técnica do Fadas do Leite, médica pediatra com Mestrado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde e Pesquisa da Secretaria do Estado de SP.

Responsável por Banco de Leite há 28 anos. É Membro do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade Paulista de Pediatria e Consultora em Amamentação e Aconselhamento pela OMS.

Foi responsável pela implantação de inúmeras Salas de Apoio à Amamentação em empresas.

Mauro Sannazzaro

Graduado em Propaganda e Marketing, MBA em Marketing pela ESPM. Com mais de 20 anos de experiência nos grandes grupos de mídia no Brasil como TV Globo, Editora Abril e Grupo Bandeirantes. Participou do lançamento da Globo.com e do portal Abril Digital. Foi diretor comercial nacional do El País Brasil, do Grupo Espanhol PRISA. Atualmente é co-fundador do Ad Content, empresa de assessoria em marketing e comercialização para publishers digitais.

 

Apoiadores

  • Instagram Matern Milk
  • Facebook Matern Milk

Fabricante de equipamentos para Bancos de leite e mães lactantes.

  • Instagram Matern Milk
  • Facebook Matern Milk

Programa de fidelidade ambiental. Doam frascos de vidro aos bancos de leite.

 

Trabalha em empresa ou agência de publicidade e quer saber como criar uma campanha de apoio à doação de leite materno? Confira aqui.

Fale com a gente

  • Instagram Fadas do Leite
  • Facebook Fadas do Leite

@fadasdoleite

 

Todos os direitos reservados

© Fadas do Leite